quarta-feira, 4 de fevereiro de 2009

Um bom amigo


Tenho o coração grande, dá para muitas paixonites!
Apresento mais uma.
Esta tem já longa data e é daquelas em que, passada a paixão avassaladora, ficámos bons amigos.
Nos maus momentos, nos bons momentos, basta-me ouvi-lo e sinto que "fala" para mim.
Falo do Damien Rice.
Conhecido pela faceta mais light na música “the blower's daughter”, que já ouvimos um pouco por lado, (até enjoar, eu sei) e numa versão brasileira que é de fugir ("não consigo parar de te olhar"…).
O rapaz sofre muito, é certo. E até aposto que foi trocado por alguém, porque é tema recorrente que a querida agora anda com outro… (nesta parte não me identifico!).
Apesar disso as músicas são enérgicas (não energéticas, que isso são as bebidas), lamechas q.b. e dão para os dias de sol, mas em especial para os de Inverno.
Há quem diga que ele desafina… mas eu gosto muito.
De manhã, no metro, a caminho do trabalho, não há melhor.

Fica aqui um excertozinho da minha preferida: Accidental babies
"I held you like a lover
happy hands
and your elbow in the appropriate place
and we ignored our others' happy plans
for that delicate look upon your face
our bodies moved and hardened
hurting parts of your garden
with no room for a pardon
in a place where no one knows what we have done (…)"

Se forem ao site: http://www.damienrice.com/home.html podem ouvir todas as músicas.
Façam dele é um bom hábito em 2009, vale a mesmo a pena.

1 comentário:

  1. Queres-me explicar porque é que tens um blog e eu não fui comunicada??

    ResponderEliminar